4 Razões Para Parar de Comer Laticínios

Você nunca pensou em para de tomar leite e consumir seus derivados? Neste post vou apresentar 4 razões plausíveis para parar de comer laticínios.

Parar de Comer Laticínios | Leite, iogurte e aveia seca no pote de vidro no guardanapo vermelho sobre a mesa de madeira
Imagem por: Freepik

Somo criados desde sempre a consumir leite todos os dias e praticamente em todas as refeições – iogurte, queijo, molhos, bolos, pães, doces etc.

Normalmente não nos damos conta do quanto somos apegados a esse alimento, mas quem já tentou parar de comer laticínios sabe bem o quanto o mesmo é presente em nossas vidas.

Por certo, a maioria das pessoas não sabe, mas aquela sensação de estufamento e estômago pesado, o excesso de gases e a grande quantidade de muco produzida pelo organismo, podem ser decorrentes da ingestão de leite.

Com toda a certeza você já ouviu falar em alergia ou intolerância a lactose ou a proteína do leite.

No entanto, alguns indivíduos não apresentam os mesmos sintomas comuns dessas patologias.

É cada vez mais comum a apresentação de sintomas diferentes e em alguns casos, os já comuns de forma mais branda.

Sem dúvida, aquela pizza 4 queijos ou aquela lasanha o molho branco são pratos deliciosos, mas você está disposto a sempre pagar o preço após ir ao céu?

Pense que pode valer a pena parar de comer laticínios e ter uma vida mais saudável e leve.

Parar de Comer Laticínios – Conheça 4 Razões

Parar de Comer Laticínios | Agricultor ordenhar uma vaca
Imagem por: Dashu83

Veja o que pode acontecer em sua vida e com sua saúde ao parar de comer laticínios.

1. A Transformação do Se Paladar

Neste ponto as pessoas costumam dizer que os pratos feitos sem leite não têm o mesmo sabor que aqueles que levam leite de vaca.

De fato, não posso negar que o sabor é mesmo diferente, mas isso só é um obstáculo no início.

Não tenha dúvidas de que algo mudará em sua vida após parar de comer laticínios: Seu paladar irá mudar.

De acordo com estudos realizados em pessoas que passaram por essa experiência, o paladar leve de 10 até 15 dias para se regenerar.

As mudanças, obviamente, vão depender do que você passa a comer.

Acredite, dificilmente alguém que prova o leite de soja a primeira vez, consegue acha-lo saboroso.

Entretanto, isso vai mudando com o passar do tempo. Por isso, é necessário insistir e ter paciência e força de vontade.

Pode parecer estranho, mas as receitas tradicionais de pães, bolos, doces etc. podem ficar deliciosas com os leites veganos – Leites feitos a partir de vegetais.

Tornar-se um vegano nem de longe é passar a comer alimentos com sabor ruim, é apenas uma mudança de hábito.

2. Não Somos Feitos Para Beber Leite de Outras Espécies

Mais uma vez, parece bem óbvio. E, entretanto, você nunca se fez esta pergunta.

Sempre ouvimos falar que temos que beber leite para crescer saudável e ter ossos e dentes bem fortes.

Contudo, o leite é basicamente um alimento líquido específico para o crescimento e desenvolvimento dos bebês.

O mesmo é rico em hormônios, sódio, lipídeos e proteínas, um alimento completo.

Já parou para pensar que ao consumir leites de outras espécies estamos automaticamente ingerindo quantidades diferentes desses nutrientes e hormônios em grandes quantidades.

Certamente, isso pode causar determinados infortúnios ao nosso organismo como, por exemplo, uma maior produção de muco.

Por fim, também devemos levar em consideração que estes animais recebem alimentação específica para ganhar peso e ainda antibióticos fortíssimos que passam para o leite.

3. O Vício Causado pela Casomorfina

Mas será que nossos antepassados mais longínquos não se alimentavam com leite?

É fato que sim, mas não em grandes quantidades como agora. Tão pouco industrializados e cheios de hormônios.

No entanto, existe outra substância nos leites industrializados que é inserida na bebida com um objetivo no mínimo ruim.

A casomorfima é introduzida nos leites com o intuito de nos tornar viciados.

Sendo assim, não pense que essa vontade quase incontrolável que você sente de tomar leite ou comer laticínios é algo normal.

A saber, a casomorfina é um hormônio responsável por criar o apego entre mães e seus bebês. Ela pode nos acalmar ou levar ao êxtase.

Já observou como um bebê se acalma depois da mamada? É justamente isso que seu organismo fica procurando nos laticínios.

Segundo pesquisadores, parar de comer laticínios é difícil justamente porque a casomorfina causa dependência e o organismo leva em média 3 semanas para desacostumar.

4. A Dura Realidade da Indústria Leiteira

Falando sobre a situação em que vivem as vacas leiteiras, esse é um dos principais motivos que levam indivíduos a tornar-se veganos e parar de comer laticínios.

Quando um belo pedaço de queijo ou um bolo cheio de recheio e cobertura chegam à nossa mesa não nos atentamos ao processo por qual passa a produção de leite.

Contudo, o abuso que estes animais sofrem é algo triste, cruel e desumano.

Algumas vezes nos preocupamos superficialmente com as vacas que são abatidas, mas nunca com as leiteiras.

Pois saiba que o abate é tão cruel quanto as condições as quais elas são submetidas enquanto vivem.

Acredito que a vida das vacas leiteiras é ainda mais sofrida do que aquelas que são criadas para o abate.

Elas são inseminadas a vida inteira e choram o sofrimento de terem seus bezerros arrancados do seu convívio assim que nascem.

Eles não voltam a ver seus filhotes e os mesmos são privados de afeto, proteção e do leite da mãe.

Desse modo, os filhotes machos terão como destino o abate e no caso das fêmeas, certamente terão o mesmo destino infeliz de suas mães.

Certamente, serão nutridas com base em uma alimentação inadequada e será injetada com hormônios e esteroides para ser mais lucrativa.

Pensando em todo esse sofrimento, a maioria das pessoas realmente desiste de comer carne e laticínios. E a troca do deleite de comer alimentos saborosos para ter a consciência leve.

Em síntese, os motivos pelos quis você deve parar de comer laticínios devem ser relacionados á sua saúde, já que o consumo destes alimentos fazem mal.

No entanto, não se esqueça de que muitos animais sofrem diariamente apenas para que você tenha leite em sua mesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *